Saúde e bem estar

A sua vida, mais saudável.

Dia Mundial do Combate ao Câncer de Próstata

Postado em 17 de novembro de 2017


No ano de 2012 o número de casos de câncer de próstata chamou atenção ao atingir o total de 60 mil diagnósticos. A Sociedade Brasileira de Urologia decidiu, então, passar a utilizar o mês de novembro para conscientizar e debater sobre a prevenção e diagnóstico precoce dessa e de outras doenças que acometem os homens.

O Novembro Azul foi criado na Austrália, em 2004, e tomou proporções mundiais. O Instituto Lado a Lado pela Vida foi o responsável por lançar o movimento aqui no Brasil. A campanha acontece em novembro, pois o dia 17 do mesmo mês é Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata. O objetivo é incentivar a realização de exames e a prevenção da doença por meio de uma vida mais saudável.

Segundo a oncologista Patricia Morett, apesar do câncer de próstata ter uma estimativa de mais de 60 mil novos casos todo ano, a taxa de mortalidade cai para 13 mil, ou seja, a maioria dos pacientes sobrevive à doença. O importante é que o câncer não seja descoberto já em fase metastática, que é quando as células cancerígenas se espalharam para outros órgãos do corpo. Nesses casos o tratamento é mais intensivo e as chances de cura diminuem.

A idade de maior risco de desenvolver o câncer de próstata é a partir dos 50 anos, quando especialistas recomendam a realização mensal dos exames preventivos. As discussões e mobilizações realizadas durante o Novembro Azul tem papel importante na quebra do tabu criado ao redor do exame de toque retal, importante para identificar o primeiro sinal da doença no paciente.

A Cabergs entende a magnitude do problema e também faz parte do Novembro Azul. Por meio da comunicação e do diálogo, procuramos conscientizar a todos de como é importante estar atento ao problema e prezar por uma vida mais saudável. Neste ano, nossa campanha incentiva os homens a aceitarem o desafio de realizarem seus exames preventivos. Entre para a luta do combate ao câncer de próstata começando por você.

Fonte: Instituto Lado a Lado Pela Vida 

  • Categoria: Saúde do homem
  • Tags:

Identificando o câncer de próstata

Postado em 09 de novembro de 2017


O diagnóstico do câncer de próstata depende de uma série de exames e análises clínicas. Alguns tipos de exames podem identificar tanto um tumor quanto outras doenças que acometem a próstata. O urologista Rodrigo Blaya, do Hospital Santa Rita, explica o processo de rastreamento do câncer de próstata.

Com o exame de toque retal, é possível identificar um aumento na próstata, fator que pode ser um dos sinais cancerígenos. Porém, outras patologias podem apresentar esse mesmo indício e são confundidas com o câncer, como a hiperplasia benigna de próstata, explica Blaya. Por isso são necessárias outras análises, tal como o PSA e a biópsia.

O antígeno prostático específico, conhecido como PSA, consiste em proteínas produzidas pelas células da glândula prostática. Seus níveis alterados podem indicar a presença de tumores benignos ou malignos, portanto, é muito importante para o diagnóstico e acompanhamento de um paciente com câncer de próstata. Porém, "o PSA alterado não indica, necessariamente, um câncer de próstata, ele avalia o risco de estar com a doença", esclarece Rodrigo.

Segundo o urologista, o toque retal e o antígeno prostático específico levam a suspeita, mas somente a biópsia confirma o diagnóstico de câncer de próstata. Por seguinte, a Ressonância Magnética oferece um diagnóstico mais completo, com biópsia mais dirigida, podendo avaliar o tamanho do tumor.

Somente com a evidência de todos esses exames, o paciente é diagnosticado e classificado para iniciar o devido tratamento. Nesse caso, as chances de cura são muito maiores quando o câncer é detectado precocemente. Por isso, a importância dos exames mais simples aos mais complexos. A Cabergs te convida a aceitar o desafio de fazer seus exames preventivos.

  • Categoria: Saúde do homem
  • Tags:

Atenção ao câncer de próstata

Postado em 03 de novembro de 2017


O câncer de próstata é mais comum do que você imagina. Segundo dados do Ministério da Saúde, em média, a cada 36 minutos um homem morre no Brasil vítima da doença. Além disso, o câncer de próstata é a quarta causa de morte por câncer, o que corresponde a 6% do total de óbitos por este grupo. Esse tipo de câncer pode ser prevenido com hábitos saudáveis, porém a realização de exames preventivos é essencial para aumentar a chance de cura.

A próstata é um órgão encontrado apenas no homem, e é responsável por produzir parte do líquido do sêmen, liberado no ato sexual. Homens com idade a partir de 50 anos, ou com histórico familiar da doença, estão inseridos no grupo de risco de desenvolver câncer na próstata. Por motivos ainda não identificados, o risco da doença em negros aumenta 70%.

O câncer de próstata é silencioso e pode apresentar sintomas somente em estado avançado. Nesse caso, dificuldade de urinar, frequência urinária alterada, diminuição da força do jato da urina, sangue no sêmen e impotência sexual podem ser um sinal de alerta. De acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), a taxa de mortalidade pela doença chega a 25%, isso porque 20% dos casos são diagnosticados já em estado avançado.

A prevenção e o diagnóstico precoce são os melhores caminhos para vencer o câncer de próstata. Uma dieta rica em verduras, frutas, legumes, grãos e menos gordura, combinada com atividade física diária, de pelo menos 30 minutos, são hábitos preventivos. A partir dos 50 anos é necessária uma visita ao urologista anualmente para a realização dos exames. Entretanto, em caso de histórico familiar, o acompanhamento médico deve iniciar aos 45 anos.

Cuide da sua alimentação e mantenha seus exames em dia. Sua saúde é seu maior bem.

  • Categoria: Saúde do homem
  • Tags: