Saúde e bem estar

A sua vida, mais saudável.

Saúde oral durante a gravidez

Postado em 09 de agosto de 2018



A higiene oral é fundamental em todas as etapas da vida. Não seria diferente durante a gestação. Nesse período, a necessidade de cuidarmos bem da nossa boca torna-se ainda mais importante. Porém, é fundamental ficar alerta: há muitos mitos sobre o assunto que circulam por ai.

Algumas pessoas acreditam e perpetuam a ideia de que a gravidez enfraquece os dentes. Isso é mentira. Embora a incidência do vômito matinal em mulheres que enjoam com frequência possa prejudicar a saúde oral, isso só acontecerá se a gestante não mantiver os hábitos de higiene em dia. A gravidez, isoladamente, não tem o potencial de enfraquecer os dentes ou de criar cáries.

Outro mito disseminado por aí é o de que, durante a gestação, a mulher não pode ir ao dentista. Porém, a realidade é justamente o contrário. A gestante pode e deve fazer visitas regulares ao dentista. Mas lembre-se de informá-lo que você está grávida.

O mais indicado é marcar uma consulta entre o quarto e sexto mês de gravidez, porque os três primeiros meses são os mais importantes no desenvolvimento da criança. Na maior parte dos casos radiografias, anestésicos dentais, medicação contra a dor e antibióticos não são receitados durante o primeiro trimestre da gravidez, a não ser que sejam absolutamente necessários. Já no último trimestre da gravidez, o estresse associado com a consulta ao dentista pode aumentar a incidência de complicações pré-natais. Além disso, sentar-se em uma cadeira de dentista nos últimos três meses da gestação pode ser algo muito desconfortável.

Agora, o que fazer para garantir uma gravidez saudável? Durante a gestação, seus dentes e gengivas precisam de cuidados especiais. Uma higiene bucal adequada, o uso diário do fio dental, uma alimentação equilibrada e visitas periódicas ao dentista são medidas que ajudam a reduzir os problemas dentários que acompanham a gestação. Alguns estudos revelam que um grande número de mulheres tem gengivite durante a gravidez, com acúmulo de placa bacteriana que se deposita nos dentes, irritando a gengiva.

Mantendo seus dentes sempre limpos é possível reduzir significativamente ou até evitar a gengivite durante a gravidez. E, além disso, você pode ajudar ainda mais a saúde de seus dentes, substituindo os doces por alimentos integrais tais como queijo, verduras e frutas frescas.

  • Categoria: Mamãe e Bebê
  • Tags:

Garantindo uma boa Saúde Oral

Postado em 02 de agosto de 2018



Em agosto a Cabergs vai falar sobre saúde oral. E é importante começar explicando que, uma boca saudável não significa apenas ter dentes bonitos e branquinhos. Para isso, são necessários cuidados específicos, incluindo os dentes, as gengivas e os ossos da face. E tem mais, os cuidados com a saúde oral afetam todo o organismo. Por isso que esse assunto é tão importante e merece a nossa atenção. A Auditora em Saúde Odontológica da Cabergs, Fernanda Valdez, deu algumas dicas de como manter a saúde oral sempre em dia. Confira:

Existe uma forma correta para realizar a escovação dos dentes?
Cada pessoa tem uma forma de escovar os dentes. A técnica correta é a "Técnica da Boca Limpa", ou seja, a escovação deverá ocorrer de forma que controle placa bacteriana e sangramento gengival.

A partir de qual idade as crianças devem começar a escovar os dentes?
A escovação deverá ser realizada a partir do aparecimento dos primeiros dentes de leite. Pode ser realizada com gaze embebida em água.

Com que idade a criança deve começar a ir ao dentista?
Ao nascimento, na maternidade, o recém-nascido deve receber o exame da sua boca pela equipe hospitalar e, logo que possível, pelo dentista no consultório. Ao aparecer o primeiro dente de leite, ou até o primeiro aniversário de vida, o bebê deve visitar preventivamente o dentista.

A alimentação interfere na saúde oral?
Sim. A alimentação interfere diretamente na saúde oral. A ingestão frequente de carboidratos fermentáveis e de alimentos processados contribui para o aparecimento da cárie. Devemos dar preferência para alimentos naturais, como frutas, verduras, legumes e grãos integrais.

Um problema dental pode causar danos ao restante do corpo?
Sim. A boca estabelece uma ligação do "meio externo" com o "meio interno". É uma porta de entrada para bactérias e infecções que, através da corrente sanguínea, pode afetar órgãos vitais do nosso organismo, aumentando a suscetibilidade a problemas cardíacos, diabetes, entre outros.

De quanto em quanto tempo devemos visitar o dentista?
De uma forma geral, as consultas ao dentista deverão ser realizadas a cada 6 meses. Entretanto, o profissional é que irá determinar a necessidade de uma frequência maior ou menor da visita, levando em consideração o estado de saúde do paciente.

Tens alguma dica para manter a saúde oral sempre impecável?
Manter uma alimentação saudável, evitando alimentos processados, escovar os dentes adequadamente, fazer sempre o uso do fio dental e visitar regularmente o dentista.

  • Categoria: Saúde bucal
  • Tags:

A alimentação saudável é parte fundamental no pós tratamento do câncer

Postado em 26 de julho de 2018



Manter uma dieta saudável e praticar exercícios físicos é muito importante durante e após o tratamento do câncer, pois ajuda a manter o corpo ativo e saudável. Uma boa alimentação auxilia no processo de reconstrução da força muscular e na superação de alguns efeitos colaterais como anemia e fadiga.

Então, quando criar sua dieta pós-tratamento, junto a um nutricionista, inclua escolhas saudáveis no seu cardápio. Não é necessário se privar de seus alimentos favoritos, como chocolate, por exemplo. Mas não coma em excesso, pense sempre antes de comer.

É importante que você coma alimentos variados, cada tipo de alimento tem vitaminas diferentes. Escolha leite e produtos lácteos desnatados. Se essa mudança for difícil para você, comece pelas opções semidesnatadas. Reduza o sal e opte por pequenas porções de carne magra ou frango sem pele. Durante a preparação dos alimentos, asse ou grelhe em vez de fritar. A gordura vegetal hidrogenada contém gorduras trans, que podem aumentar o colesterol.

  • Categoria: Alimentação
  • Tags: