Saúde e bem estar

A sua vida, mais saudável.

Doenças autoimunes: o que você precisa saber

Postado em 21 de julho de 2022


Alopécia, vitiligo, lúpus, urticária crônica, psoríase... O que todas essas doenças têm em comum? Todas elas são classificadas como doenças autoimunes dermatológicas. Elas surgem quando nosso sistema imunológico passa a funcionar de forma inapropriada e produz anticorpos contra componentes do nosso próprio organismo. Ou seja, nosso corpo começa a confundir suas próprias proteínas com agentes invasores, passando a atacá-las.

Vale lembrar que as doenças autoimunes não se manifestam apenas na pele. Alguns exemplos desse quadro que não estão relacionados com a derme são: artrite reumatóide, diabetes tipo 1, esclerose múltipla, doença celíaca, entre outros.

Para explicar um pouco melhor esse assunto para nós, conversamos com a médica dermatologista Camila Caberlon. Ela explica que as doenças autoimunes apresentam predisposição genética. Nesses casos, fatores como estresse, ansiedade, radiação solar, uso de medicamentos, hormônios e infecção por alguns vírus e bactérias podem ser fatores de risco consideráveis.

Já os sintomas são completamente variáveis, o que, muitas vezes, dificulta o diagnóstico. Tudo depende da doença e da região corporal afetada. Nas doenças autoimunes dermatológicas, por exemplo, pode ocorrer queda de cabelos, lesões de pele como úlceras e manchas, prurido, entre outros.

De acordo com a dermatologista, não existe cura para as doenças autoimunes. Mas existem tratamentos eficazes que melhoram muito a qualidade de vida dos pacientes. Já a prevenção dessas doenças é focada nos "gatilhos" que causam os sintomas. "O principal deles seria o estresse emocional, que causa importante agravamento do quadro", explica. Ela ainda acrescenta: "Manter hábitos de vida saudáveis, alimentação balanceada, rotina de sono adequada, prática de exercícios físicos e fotoproteção da pele podem, de certa forma, prevenir o surgimento delas".

Saiba quais são as doenças autoimunes dermatológicas mais comuns:

- Alopécia areata: é caracterizada por perda de cabelo ou de pelos em áreas arredondadas ou ovais do couro cabeludo.
- Vitiligo: é caracterizado pela perda da coloração da pele. As lesões surgem devido à diminuição ou ausência de melanócitos, células responsáveis pela formação da melanina, pigmento que dá cor à pele, nos locais afetados.
- Urticária crônica: é caracterizada pelo surgimento de lesões avermelhadas na pele, que podem provocar coceira intensa. A doença pode vir ou não acompanhada de angioedemas, inchaços que aparecem em zonas de pele fina pelo corpo.
- Psoríase: é caracterizada pela erupção de placas vermelhas na pele, cobertas de escamas normalmente esbranquiçadas.

  • Categoria: Sua saúde
  • Tags:

Envie Seu Comentário