Saúde e bem estar

A sua vida, mais saudável.

Você sabe quais são as principais dúvidas?

Postado em 18 de novembro de 2021


O câncer de próstata é o segundo mais comum entre os homens no Brasil. As estatísticas apontam que a cada seis homens, um é portador da doença, portanto estar atento à saúde é fundamental para a prevenção e para um diagnóstico precoce da doença. Os exames preventivos frequentes são importantes para que a doença não seja descoberta em estado avançado. A detecção precoce do câncer de próstata tem em média 90% de chances de cura. Indica-se ainda que homens a partir dos 50 anos de idade façam o exame de próstata anualmente e, acima dos 45, caso esteja inserido nos fatores de risco. O exame é simples e compreende o toque retal e o exame de sangue, para checar a dosagem do PSA (antígeno prostático específico). Havendo alguma suspeita, o paciente deve se submeter à biópsia da próstata. Cuidar da saúde é um ato de amor próprio. Cuide-se!

Acompanhe as principais dúvidas

O que é a próstata?
A próstata é uma glândula do sistema reprodutor masculino e tem forma e tamanho semelhantes a uma castanha. A glândula fica localizada abaixo da bexiga e sua principal função, juntamente com as vesículas seminais, é produzir o esperma.

O que aumenta o risco de câncer?
Um dos fatores que aumentam o risco é a idade, este é um fator importante, uma vez que tanto a incidência quanto a mortalidade aumentam significativamente após os 50 anos. Ainda, o histórico familiar, uma alimentação inadequada, sedentarismo e obesidade também são fatores de risco.

Quais são os principais sintomas?
Esta é uma doença silenciosa e em sua fase inicial alguns pacientes nem chegam a apresentar sintomas. Mas situações como dificuldade de urinar, necessidade de urinar mais vezes durante o dia ou à noite podem ser um sinal de alerta. Na fase avançada, pode provocar dor óssea, sintomas urinários ou, quando mais grave, infecção generalizada ou insuficiência renal.

Como é feito o diagnóstico?
Ele é realizado através da biópsia prostática por via transretal ou transperineal e guiada por ultrassonografia e/ou ressonância magnética. A indicação de biópsia depende do toque retal e valores de PSA.

Quais são os tipos de tratamento?
O tratamento vai variar de acordo com a fase da doença e as características do paciente. Quem define o tratamento é o médico e ele irá indicar quais as melhores formas de tratamento. Nos estágios iniciais da doença a prostatectomia radical costuma ser o tratamento padrão, que é uma cirurgia para retirada da próstata e apresenta altos índices de cura.

Qual o tipo mais raro de câncer de próstata?
São carcinomas de pequenas células, sarcomas e linfomas.

Depois de finalizado o tratamento, qual o procedimento?
Quando o tratamento terminar, a equipe médica irá acompanhar o paciente de perto por alguns anos. Nas consultas, o médico irá realizar exames e conversar com o paciente, podendo inclusive solicitar exames de laboratório ou de imagens para acompanhamento e reestadiamento da doença.

Se o câncer voltar?
Neste caso um novo tratamento será realizado e dependerá da localização da recidiva, de quais tratamentos já foram realizados e do estado geral de saúde do paciente. As pessoas que já tiveram câncer de próstata também podem ter outros tipos de câncer.

Qual exame substitui o toque retal?
Não existe exame para substituí-lo. Nenhum outro exame consegue o diagnóstico com a mesma eficácia.

Existe vacina contra o câncer de próstata?
Infelizmente ainda não existe vacina. A melhor forma de você se cuidar é realizando seus exames e mantendo uma vida saudável e feliz!

  • Categoria: Saúde do homem, Sua saúde
  • Tags:

Envie Seu Comentário