Saúde e bem estar

A sua vida, mais saudável.

A realidade de quem precisa receber a doação de sangue

Postado em 17 de junho de 2021


Toda doação é muito importante! Existem muitos momentos na vida das pessoas em que é necessária uma transfusão, mas nem sempre ouvimos falar desta necessidade. A transfusão de sangue pode muitas vezes ser determinante para a recuperação de pessoas que nem sequer conhecemos. A realidade de quem precisa da doação muitas vezes é triste pois o sangue falta em muitos hemocentros. Mas, você sabia que a transfusão de sangue só pode ser realizada quando o tipo de sangue entre o doador e o paciente é compatível? Este também é um dos motivos para doarmos regularmente o sangue.

Pessoas com doenças como anemia profunda ou hemorragia grave são alguns dos casos que precisam de transfusão. Outro momento comum em que a pessoa recebe o sangue é quando acontece queimaduras de 3º grau; hemofilia é mais comum aos nossos ouvidos e nos transplantes de medula e órgãos.

No último ano, com a pandemia, a doação de sangue ajudou inclusive pacientes na recuperação de casos mais graves de Covid-19, pois o vírus levou muitos a complicações e alterações nos exames de sangue, em algumas de suas fases evolutivas, quando há uma baixa imunidade que pode levar à infecção bacteriana associada.
Você já deve ter escutado falar que se cada pessoa saudável doasse sangue pelo menos duas vezes por ano, não seriam necessárias campanhas de reposição de estoques, pois cada doação realizada salva até 4 vidas.

Para entender melhor, é preciso saber que a validade dos hemocomponentes do sangue varia conforme o hemocomponente e conforme a solução anticoagulante/preservante em que ele foi coletado. Mas em geral, o sangue tem a seguinte conservação: concentrado de hemácias: 35 ou 42 dias; concentrado de plaquetas: 5 dias; plasma fresco congelado e crioprecipitado: 12 a 24 meses, a depender da temperatura de armazenamento. Alguns hemocentros congelam os concentrados de hemácias que possuem um fenótipo (tipo sanguíneo) raro. Mas o que precisamos ter em mente é que a doação de sangue é um ato simples, seguro e fundamental para os pacientes que necessitam de transfusão, bem como é um procedimento seguro em que o sangue completo, ou apenas alguns dos seus constituintes, são inseridos no corpo do paciente.

Após a sua doação, o seu organismo repõe todo o volume de sangue doado nas primeiras 24 horas após a doação; o doador não tem risco de contágio de doenças, pois todo o material utilizado é descartável, não há contato com sangue de outra pessoa. Todos os dias acontecem cirurgias, acidentes e outros procedimentos que exigem a transfusão de sangue; torne-se um doador e ajude a salvar muitas vidas.

  • Categoria: Sua saúde
  • Tags:

Envie Seu Comentário