Saúde e bem estar

A sua vida, mais saudável.

Dúvidas frequentes sobre o câncer de pele

Postado em 26 de dezembro de 2019



Já falamos bastante sobre o câncer de pele durante esse mês. Então, nesse nosso último blog, resolvemos juntar as dúvidas mais frequentes sobre o assunto. Confira logo abaixo:

Por que a exposição solar em excesso pode aumentar o risco de câncer?
A radiação ultravioleta penetra na pele e pode causar alterações no DNA que tornam as células cancerígenas.

A exposição pode culminar no câncer, tanto por um efeito cumulativo, ou seja, a exposição crônica ao sol ao longo de muitos anos, quanto por uma exposição aguda com queimaduras solares.

É importante lembrar que as câmaras de bronzeamento também são um fator de risco para o câncer de pele e estão proibidas pela legislação aqui no Brasil.

Quando uma pinta pode indicar câncer?

O ideal é procurar um dermatologista anualmente para um exame completo da pele, de todas as pintas e lesões possivelmente suspeitas.

Também é importante que o paciente tenha o hábito de fazer o autoexame periodicamente, ou seja, observar as próprias pintas. Procure sempre aplicar a regra do ABCDE para saber se a lesão é suspeita:

Assimetria. Quando a lesão é assimétrica.
Bordas. Bordas irregulares também são indicação de uma lesão que deve ser investigada.
Coloração. Múltiplas cores ou tons em uma mesma pinta.
Diâmetro. Uma lesão maior do que 6mm.
Evolução. Uma pinta que está se modificando rapidamente.

Como escolher o protetor solar?

O protetor solar deve proteger contra os raios UVA e UVB. Mas o mais importante é a aplicação, que deve ser diária, inclusive em dias nublados. Também é importante reaplicá-lo de duas em duas horas, após ficar muito tempo na água.
Além de usar o protetor solar, como posso me prevenir?

A exposição adequada ao sol também é importante na prevenção. Deve-se evitar o sol entre 10h e 16h e procurar sempre abrigar-se em uma sombra. Invista em acessórios como chapéus, bonés e óculos solares.

Pessoas de pele negra também precisam usar protetor solar?

Sim. O câncer de pele é menos frequente em pessoas negras, pois elas apresentam maior quantidade de melanina no corpo, que serve como um protetor solar. No entanto, essa característica não dispensa o uso do protetor solar e de outros cuidados em relação ao sol.

  • Categoria: Sua pele
  • Tags:

Envie Seu Comentário