Saúde e bem estar

A sua vida, mais saudável.

Mitos e verdades sobre o câncer de pele

Postado em 20 de dezembro de 2018



Ao contrário do que muitas pessoas acham, o câncer de pele também pode se desenvolver nas estações mais frias como o inverno. Em razão do sol estar um pouco mais escondido entre as nuvens, os dias mais cinzas e as temperaturas baixas, alguns hábitos preventivos fundamentais são deixados de lado, como o uso de protetor solar, por exemplo. Durante o inverno os raios ultravioletas podem ser tão fortes e prejudiciais quanto no verão. Além disso, o Brasil é considerado um dos países com maior insolação do mundo em virtude de sua localização geográfica. Por esse motivo, a exposição excessiva à radiação ultravioleta é um fator de risco muito importante para o aparecimento da doença e a prevenção é muito importante todos os dias do ano.

Pensando nisso a Cabergs listou alguns mitos e verdades sobre o câncer de pele para você ficar bem informado. Confira:

- É preciso usar protetor solar mesmo em dias nublados.
Verdade. Os raios ultravioleta, principalmente o UVA, estão presentes na mesma intensidade em dias nublados, portanto, o uso de protetor solar é imprescindível.

- Câncer de pele é uma doença de idosos.
Mito. As probabilidades são maiores com o aumento da idade, porém, as células jovens também podem ser acometidas pelo melanoma.

- Depilação a laser pode ser um fator para o surgimento do câncer de pele.
Mito. A fonte de luz é diferente das lâmpadas de bronzeamento, portanto não causam câncer de pele.

- Quem tem pele, cabelo e olhos claros corre maior risco de ter câncer de pele.
Verdade. As pessoas morenas produzem mais melanina, que protege a pele. Já as pessoas claras são mais sensíveis.

- Negros não precisam usar protetor solar.
Mito. Apesar do câncer na pele negra ser menos comum, todas as pessoas devem usar protetor solar para se proteger, independentemente da cor da pele.

- Queimadura pode se tornar um tumor de pele.
Verdade. É raro, mas pode acontecer. Principalmente em grandes cicatrizes de queimaduras. É preciso observar mudanças na pele da cicatriz e buscar um especialista caso alguma diferença seja notada.

- Somente regiões expostas ao sol podem ser afetadas.
Mito. Melanomas podem surgir em qualquer área do corpo, como genitais, glúteos, couro cabeludo e entre os dedos.

- Quem tem histórico familiar de câncer de pele corre mais riscos.
Verdade. Pessoas com histórico familiar devem ser avaliadas com maior frequência e também devem se proteger, usando protetor solar e se expondo ao sol com moderação.

- O melanoma pode se desenvolver em pessoas que não tomam sol todos os dias.
Verdade. O melanoma está relacionado à exposição intensa e sem continuidade, como os dias na piscina ou na praia. Isto porque embora o fator de risco seja menor, a ação radiativa pode acumular nas células.

- O protetor solar não protege a pele completamente.
Verdade. Além de levar em consideração o tipo e a qualidade do produto, é preciso aplicá-lo 20 minutos antes da exposição e reaplicá-lo em, no máximo, duas horas. Chapéu e guarda-sol também são importantes para a proteção solar.

  • Categoria: Sua pele, Sua saúde
  • Tags:

Envie Seu Comentário