Saúde e bem estar

A sua vida, mais saudável.

Redes sociais, internet e a infância!

Postado em 18 de fevereiro de 2021



Com certeza você já escutou a frase "já nasceu sabendo usar o celular" ou "mexe no computador melhor que eu". Se por um lado o excesso de tecnologia traz prejuízos, por outro a tecnologia pode aprimorar o raciocínio lógico, memória e concentração, ajudando inclusive a criança a pensar com mais agilidade, de maneira lógica e adquirindo flexibilidade de raciocínio. É claro que esta é a parte "boa".

Você já deve ter falado muitas vezes para alguma criança "cuidado ao atravessar a rua"; com a internet é igual! É preciso ajudar os pequenos a entenderem o que é bom e real. Então, para te ajudar, separamos sete dicas importantes com o acesso às redes sociais e jogos:
1 - Oriente a criança a nunca aceitar desconhecidos em suas redes, seja TikTok ou em jogos populares em plataforma online.
2 - Oriente a criança a não enviar fotos, seja dela ou da sua casa para pessoas estranhas.
3 - Nunca marque encontros, nem dê seu endereço.
4 - Na internet existe o cyberbullying, então explique para a criança o que é e oriente a não fazer com os outros o que não gostaria que fizesse com você!
5 - É importante deixar claro que ela não está sozinha e que é importante se proteger.
6 - Na internet é muito comum usar gírias, abreviações, emojis entre outros, contudo o adulto deve esclarecer para a criança como e quando usar para que não haja interferência no rendimento escolar.
7 - Estabeleça limites, inclusive de tempo de acesso.

Com a pandemia, a utilização da internet cresceu e uma das formas do adulto responsável pelos pequenos ajudar a resguardar a criança é redobrando o uso de ferramentas para privacidade e segurança nos dispositivos por elas usados. Nesse processo de conhecimento, o papel da família e¿ fundamental e a melhor prevenção e¿ a informação. Entre as crianças, o aplicativo mais popular é o TikTok: com mais de 2 bilhões de downloads durante o primeiro trimestre de 2020, ele é compatível tanto em iOS quanto Android e permite criar, editar e compartilhar vídeos de curta duração que, dependendo de como utilizado, até rentabiliza o dono da conta.

Uma pesquisa realizada sobre o uso da internet pela TIC KidsOnline Brasil e divulgada na cartilha do Ministério da Família, Criança e Adolescente revelou que 86% são usuários da internet (entre crianças e adolescentes) e que 93% deles utilizavam o telefone celular para acessar a internet. A TIC KidsOnline Brasil também evidenciou o aumento na realização de atividades multimídia por crianças e adolescentes quando 83% afirmaram ter assistido a vídeos, programas, filmes ou séries online. Pela primeira vez na série histórica do estudo, essas atividades passaram a ser as mais frequentes entre as crianças e os adolescentes, superando pesquisas na internet para trabalhos escolares (74%) e o envio de mensagens instantâneas (77%).

A internet traz uma gama de possibilidades e oportunidades, que vão desde o aprimoramento de conhecimentos escolares quanto armadilhas, que podem trazer muitos prejuízos psicológicos, materiais, físicos e morais e que, dependendo do grau de complexidade, podem gerar danos para o resto da vida. Os adultos, pais e responsáveis são a referência para as crianças, não só comportamental como também das boas práticas de prevenção à saúde. Assim, dar conselhos às vezes não basta, é necessário demonstrar com o exemplo. Então, te deixamos a pergunta: como é o seu acesso a redes sociais e à internet?

  • Categoria: Mamãe e Bebê, Saúde Mental
  • Tags:

Desenvolvimento motor na infância

Postado em 11 de fevereiro de 2021



Os primeiros anos de uma criança precisam de atenção: é nesta fase que o cuidado à saúde dela é essencial para prevenir doenças no futuro e na identificação de possíveis atrasos no desenvolvimento neuropsicomotor. O acompanhamento por parte do pediatra favorece o diagnóstico, o tratamento e a estimulação precoce para a criança que precisa de cuidados especiais. Embora os termos crescimento e desenvolvimento ocorram ao mesmo tempo e sejam inseparáveis, eles são processos distintos e suas velocidades são determinadas pela experiência de cada um. Mas você sabe qual a importância desta fase?

Um dos grandes marcos motores da criança é quando ela passa a andar sozinha, a ter domínio do próprio corpo e dos seus movimentos. É importante destacar que este processo tem aspectos sociais, culturais e ambientais, o que imprime uma grande mudança no comportamento dos pequenos, sendo assim um bom desenvolvimento motor que influencia a vida da criança. O primeiro ano do bebê é o mais importante para o desenvolvimento dele e é quando será construída toda a base para o seu futuro. Estar atento às fases do crescimento e desenvolvimento e observar possíveis retrocessos ou estagnação dos pequenos é função do adulto. Até mesmo a observação de movimentos de reflexos involuntários são importantes pois o recém-nascido, por exemplo, responde a certos estímulos sensoriais, que indicam desde fome (procura por alimento) até a busca por proteção.

Saiba que o desenvolvimento motor não é igual em todas as crianças, cada um tem seu tempo e, como já mencionamos, crescimento e desenvolvimento são distintos e acontecem em idades diferentes para as meninas e meninos. Então, não fique preocupado; nem sempre o bebê que demora para engatinhar ou caminhar tem algum tipo de problema, mas se ele tem dificuldades para erguer a cabeça ou se sentar é um sinal de alerta. Da mesma forma, a chegada da menarca para as meninas acontecem em um mesmo grupo de amigas em etapas diferentes da vida, até mesmo influenciadas pelo ambiente no qual vivem.

Mas fica a pergunta: é possível estimular a criança? Sim é possível, mas este estímulo precisa ser acompanhado pois, ao contrário do que se pensa, o excesso dele também não faz bem. Contudo, algumas dicas de como fazer o estímulo podem ajudar para aqueles que precisam deste impulso:
- Para trabalhar a coordenação motora grossa e fina, ofereça atividades que envolvam o movimento das mãos, como quebra-cabeças, traçar pontilhados ou montar peças;
- Para trabalhar a percepção, brincadeiras como diferenciar sons altos e baixos ou identificar doces e salgados podem ajudar;
- Para as crianças por volta dos 5 anos, brincadeiras como amarelinha, dançar ou pular corda desenvolvem ritmo e equilíbrio.

A infância é um dos momentos mais lindos da vida e o adulto pode, além de oferecer muito amor e carinho, acompanhar e estimular o desenvolvimento motor da criança, oportunizando um ambiente rico de desafios motores e sensoriais, nos quais ela utilizará a sua imaginação. As brincadeiras irão beneficiá-la em sua transformação social, no crescimento e desenvolvimento para o futuro, sem contar a diversão que é brincar nesta fase da vida! Ah! O crescimento e desenvolvimento motor acontecem em todas as fases da vida, então, continue estimulando o seu também!

  • Categoria: Mamãe e Bebê
  • Tags:

O que é uma infância saudável?

Postado em 04 de fevereiro de 2021


Ter uma infância sadia é chave para um futuro saudável. Neste mês de fevereiro vamos falar em nossos canais de comunicação sobre como oferecer um desenvolvimento e crescimento saudável para as crianças.

Os primeiros anos são os mais difíceis, em que tanto a criança, como os pais ou responsáveis passam por diversas adaptações. É nesta fase que o sistema imunológico ainda não está desenvolvido, o que deixa os pequenos ainda mais suscetíveis a patologias. Segundo diretrizes divulgadas pela Organização Mundial de Saúde - OMS, as crianças precisam dormir melhor e ter mais tempo para brincar ativamente para que cresçam saudáveis, logo, o incentivo a prática esportiva é uma das opções, não só por questões de saúde, mas para que as crianças internalizem o valor de uma vida saudável e desenvolvam a capacidade de socialização. Os jogos em grupos, por exemplo, estimulam atitudes de liderança, perseverança, resolução de conflitos e a capacidade de lidar com vitórias e derrotas.

E falando em crianças saudáveis, com qual frequência você leva seu filho ao pediatra? O acompanhamento pediátrico é muito importante desde os primeiros dias de vida até os 16 anos, segundo orientação da Organização Nacional da Saúde (ONS). Vacinas, exames médicos de rotina até alimentação e crescimento saudável são orientados pelo pediatra de acordo com a necessidade individual de cada criança para garantir a ela uma infância mais segura.

Por isso, informe-se, leia, acesse nossos canais de comunicação e converse com o pediatra e descubra quais as principais ações para protegê-lo de possíveis doenças e é claro, ensiná-lo a ter hábitos saudáveis desde pequeno para que cresça forte e saudável.

  • Categoria: Infância saudável
  • Tags: