Saúde e bem estar

A sua vida, mais saudável.

Uso excessivo de internet

Postado em 21 de janeiro de 2021


E agora? O uso da internet faz bem ou mal para a saúde mental? Tudo vai depender de como ela é utilizada por você!

Atualmente a internet passou a ser indispensável: usamos para trabalhar, nos divertir e até realizar compras, mas a nossa relação com os canais que utilizamos merece atenção. Um exemplo disso são os impactos que o uso excessivo das redes sociais pode trazer para cada indivíduo.

A tecnologia aproximou o futuro e encurtou distâncias, os jovens estão cada vez mais conectados e, com isso, surge a importância de buscar e estar atento para a saúde mental das crianças, adolescentes e jovens, já que os adultos conseguem ter maior autonomia entre o que é correto e errado ou o que é bom e ruim para si. A fase em que ainda vivemos, com o isolamento social em virtude da pandemia, deixa as pessoas mais vulneráveis aos distúrbios psicológicos, como por exemplo ansiedade excessiva, impulsividade, transtornos de humor, entre outros, causados pela utilização exagerada de redes sociais. Neste caso, dicas de como se distrair, fazer o que nunca tem tempo de realizar, ler livros, ver filmes, conversar com quem está junto em casa e aproveitar a reclusão pensando nos pontos positivos que existem são boas formas de manter a sanidade em meio à tanta informação que recebemos diariamente.

Apesar do uso excessivo da internet trazer diversas dificuldades para a saúde mental, também existem pontos positivos, como facilitar os acessos. As videochamadas, proporcionadas por esta tecnologia, aproxima amigos, familiares e facilita o trabalho no home office, evitando a solidão e conectando pessoas de todo o mundo. Outro aspecto é a facilidade de busca por informação: muitas pessoas puderam aumentar seus conhecimentos, seja em instituições de ensino, cursos e até mesmo em grupos.

A internet oferece agilidade, interação e instantaneidade, mas para aproveitar seus benefícios é preciso maturidade para entender até onde cada um pode chegar com o que a tecnologia nos oferece. Manter a sua saúde mental em equilíbrio vai depender da qualidade do conteúdo escolhido para o seu consumo. Assim como a internet pode ser uma grande aliada, sem os devidos cuidados ela pode se tornar o vilão. Para se preservar da exposição excessiva, você pode adotar alguns cuidados, como por exemplo limitar o tempo de exposição (principalmente se forem crianças e adolescentes), procurar navegar em páginas confiáveis, monitorar os sites que as crianças costumam navegar, evitar mostrar sua vida pessoal nas redes sociais e buscar consumir conteúdos de qualidade na rede, que sejam positivos e que tragam benefícios para sua vida como, por exemplo, assuntos sobre bem estar, ciências ou conhecimentos gerais. O importante é sempre buscar manter o equilíbrio e o seu bem-estar emocional

  • Categoria: Saúde Mental
  • Tags:

Como influenciar positivamente a saúde mental

Postado em 14 de janeiro de 2021


Lidar com as emoções não é fácil, ainda mais quando paramos para resgatar como foi 2020. Administrar os sentimentos e mantê-los sadios exige atitudes diárias para assegurar o equilíbrio deles.

Existem alguns fatores que contribuem para manter a mente sã. A qualidade de vida e a prática de exercícios físicos são alguns dos pontos chaves. Driblar o distanciamento social através da internet e manter o convívio com as pessoas e familiares é essencial para ficar equilibrado. Mas como podemos fazer isso? Aí vão algumas dicas:

1 - Assuma um compromisso com você mesmo: faça exercícios diariamente; a prática de exercícios leva à liberação da serotonina e da endorfina, que são responsáveis pela sensação de bem-estar, ajudando a reduzir o estresse e a ansiedade. Se você não pratica exercícios, uma boa dica é começar pelo nosso canal no YouTube, pelo qual você pode realizar os exercícios que publicamos lá https://www.youtube.com/channel/UCm1uyhb1m_J_YsCWsxKmHOg

2 - Estabeleça metas; pense em um dia de cada vez, desta forma você não vai se sobrecarregar. Faça listas do que é essencial, elas auxiliam a manter o controle das emoções.

3 - Crie uma rotina; inicie estabelecendo um roteiro como, por exemplo, tomar café da manhã, depois organizar a cama, depois ir para o home office e assim por diante, até fechar o seu dia indo dormir. A rotina ajuda a organizar seu cérebro e manter o foco.

4 - Procure ressaltar os pontos positivos do seu dia a dia: agradecer é uma das formas de alimentar sentimentos que favorecem a sensação de bem-estar. Seja grato até mesmo pelas coisas que você tem, pelos seus amigos e pela sua família. Outra forma é filtrar o que é importante do que não é, o que é útil e o que não é.

5 - Durma bem; a falta de sono pode fazer com que você se sinta irritado e a dica é buscar ajustar seus horários para que possa dormir melhor e mais tempo.

6 - Foque na solução; por mais que existam dificuldades, ficar se lamentando não vai resolvê-las, então tenha paciência e procure diferente soluções e, se precisar, peça ajuda.

Trabalhar a saúde mental, assim como a física ajuda a pessoa a manter sua capacidade de executar suas habilidades pessoais e profissionais. Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), a saúde mental é um completo estado de bem-estar físico, mental e social.

Cabe ressaltar que algumas vezes é necessário o acompanhamento médico para manter a saúde mental em dia. Existem disfunções orgânicas que podem acontecer por diversos motivos e, neste caso, o acompanhamento especializado é necessário para tratar a depressão ou um transtorno bipolar por exemplo. Mas lembre-se, você pode ter uma boa saúde mental ficando bem consigo mesmo, buscando lidar com suas emoções e enfrentando as situações dia a dia.

  • Categoria: Saúde Mental
  • Tags:

Viva bem sempre incluindo em pandemias.

Postado em 07 de janeiro de 2021


O primeiro mês do ano é conhecido como Janeiro Branco, uma campanha dedicada aos cuidados com a saúde mental. E em meio a uma pandemia, que já dura alguns meses e modificou a rotina de todos nós, o assunto se torna ainda mais relevante.

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o conceito de saúde é bem mais abrangente que a simples ausência de doença. Trata-se de um completo estado de bem-estar físico, mental e social que permite ao indivíduo o exercício de seus direitos sociais e de cidadania, assegurando condições de interação social para uma convivência segura. Além disso, ele é capaz de usar suas próprias habilidades, recuperar-se do estresse rotineiro, ser produtivo e contribuir com a sua comunidade.

Precisamos admitir que, nos últimos meses, cuidar da saúde mental tornou-se uma tarefa um pouco mais difícil para boa parte da população. O medo de um vírus invisível e imprevisível, a perda de entes queridos, o isolamento social e, para muitas pessoas, a incerteza do futuro profissional, gerou sérias consequências. Vivemos tempos únicos. Até certo ponto, é esperado sentir-se mal, ansioso, com raiva, insatisfeito ou triste diante de tantos desafios que aparecem na nossa frente. E esse é mais um motivo para estarmos atentos e responsáveis em relação ao cuidado com nossos sentimentos e emoções.

Exercitar-se regularmente é um dos principais segredos para manter corpo e mente saudáveis. Estudos mostram que a atividade física pode tratar depressão leve a moderada tão efetivamente quanto a medicação antidepressiva, mas sem os efeitos colaterais, é claro. Ela alivia a tensão e o estresse, aumenta a energia física e mental e melhora o bem-estar através da liberação de endorfina.

Durante a atividade física, o corpo naturalmente produz mais serotonina e endorfina, neurotransmissores relacionados à sensação de bem-estar que reduzem o estresse e a ansiedade, melhoram a cognição e a memória e ajudam a manter o cérebro jovem.

Também é importante buscar manter uma rotina de casa, do trabalho e de lazer organizada, ter o hábito de conversar com os amigos e familiares, cuidar do sono e manter uma alimentação adequada e saudável. Caso julgue necessário, busque ajuda profissional. A terapia é uma grande aliada da mente e pode transformar a sua maneira de encarar as coisas.

E se você ainda não sabe exatamente o que fazer para cuidar da sua saúde mental, confira as dicas que separamos para você:

- Use a tecnologia a seu favor
O distanciamento físico ainda é necessário. Então aproveite a tecnologia para falar sobre assuntos engraçados e interagir com os seus familiares e amigos.

- Cuidado com o excesso de informações
O excesso de informação pode ser entendido pelo seu organismo como uma sobrecarga de estímulos, o que pode aumentar os níveis de estresse e de ansiedade. Procure evitar a leitura excessiva de estímulos negativos e informe-se sempre em fontes oficiais.

- Procure hobbies e atividades que elevem seu bem-estar
Atividades prazerosas podem ajudar a melhorar sua qualidade de vida, contribuindo positivamente para uma sensação de bem-estar e redução de tristeza, estresse e ansiedade.

- Cuide bem do seu sono
Uma boa noite de sono tem impacto positivo no funcionamento do nosso organismo. Se você conseguir manter um padrão de sono de qualidade, acordará restaurado no dia seguinte, com mais energia e foco para suas atividades, bom humor e com seu sistema imunológico fortalecido.

  • Categoria: Saúde Mental
  • Tags: